Obrigado, Popó! Você respeitou o Boxe (mais uma vez)

Em combate contra Whindersson Nunes, tetracampeão mundial deu um exemplo de espírito guerreiro e mostrou seu amor pela ‘nobre arte’

A. Popó (foto) em entrada para W. Nunes no ‘Fight Music Show’. Foto: Divulgação/Ricardo Franzen

Consagrado como um dos maiores nomes da história do boxe, Popó deu mais um exemplo de respeito à ‘nobre arte’ no último domingo (30). Se o receio inicial era de que um combate contra Whindersson Nunes, no ‘Fight Music Show’ poderia lhe causar uma repercussão negativa, o baiano mostrou que, em meio ao entretenimento, o espírito de guerreiro segue intacto.

E foi bom vê-lo em ação. Aos 46 anos, Acelino de Freitas não entrou para brincar, mas deu show. Brincou, sorriu, bateu. Bateu duro. Além de toda trajetória brilhante na modalidade, mostrou a importância de amar o esporte. E, sim, serviu de inspiração mais uma vez.

E o exemplo para os mais jovens? Fenômeno do ‘YouTube’, Whindersson Nunes conta com um considerável público adolescente, que pode ter acompanhado e torcido pelo influenciador. Mas, ao mesmo tempo, olhou para Popó com um olhar de admiração. Aquele olhar que, por muitas vezes, fica no inconsciente e é revertido, no instinto, em um desejo de praticar esportes. E, no Blog da Redação da semana, segue a reflexão: qual é o feito de Acelino ‘Popó’ Freitas em uma luta de exibição contra um youtuber?

Não pegou leve

Ao longo de toda divulgação para o combate, houve um grande questionamento sobre a intensidade dos golpes que seriam desferidos por parte de Acelino Popó. Afinal, ainda que fosse uma luta de exibição, os fãs dos esportes de combate estavam na expectativa de verem um show entre os competidores. E, de fato, foi à vera.

Em entrevista coletiva para promoção do ‘Fight Music Show’, Popó foi questionado se colocaria “100%” de sua força nos golpes e respondeu dizendo que tudo dependia da qualidade e foco de seu adversário. Na peleja, o pugilista cumpriu com o prometido e pressionou Whindersson Nunes à exemplo de suas características nos tempos áureos, com forte jogo de pressão e combinações rápidas na curta distância.

Saldo positivo

Alvo de críticas por ter aceitado enfrentar Whindersson Nunes desde o anúncio do combate, Popó conseguiu reverter a mídia negativa e conseguiu sair com boa imagem. O domínio mostrado sobre o youtuber aos 46 anos, além do respeito claro com a ‘nobre arte’ fizeram com que ele tivesse aceitação favorável.

Pode-se dizer, inclusive, que ambos honraram a ‘nobre arte’, por colocarem o esporte em evidência e se apresentarem da melhor forma possível, para orgulho do público médio e dos próprios amantes de lutas.

O reconhecimento de um ídolo

Além de medir forças com Popó, Whindersson também adotou uma boa postura após a luta. Em seus stories no ‘Instagram’, o youtuber – que conta com 56,8 milhões de seguidores – fez questão de pedir para que seus fãs seguissem o pugilista nas redes sociais. E, em pouco tempo, o tetracampeão saiu de 660 mil para 2,3 milhões no perfil em menos de 24h.

Um dos maiores da história

Acelino Popó mostrou, mais uma vez, o motivo ao qual lhe rendeu elogios como um dos maiores nomes da história do boxe e fez valer o respeito pela modalidade. Com um cartel de 41 vitórias – sendo 34 por nocaute – e apenas duas derrotas, o brasileiro não se apresentava desde 2017 e, entendendo a proposta de entretenimento, mesclou o ‘show business’ com o exemplo de sua qualidade, que se perdura por gerações que assistiam em emissoras nacionais de madrugada até os adeptos das redes sociais e streamings.

Não à toa, o tetra é um dos cinco brasileiros que já foram campeões mundiais no boxe e chegou perto de entrar em outra seleta lista. Em setembro de 2021, ele foi indicado como um dos candidatos para entrar no ‘Hall da Fama’ entre todos os maiores nomes da nobre arte. Os escolhidos, em questão, foram Roy Jones Jr., James Toney e Miguel Cotto, mas é inegável a importância de Popó como um exemplo de representante tupiniquim que chegou ao estrelato e, acima de tudo, ainda serve como uma grande inspiração para além do esporte.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.